Mensagem do Diretor do Centro das Américas Stephen Kay

Photo of Steve Kay

O FED de Atlanta tem vínculos com as Américas há muito tempo. Em 2005, para assegurar que a equipe do FED trabalhasse junto, efetivamente, e se comunicasse de forma eficiente com todo nosso público, criamos o Centro das Américas. Desde então, o Centro das Américas tem sido um hub vibrante de cooperação entre os integrantes da equipe do FED de Atlanta que colaboraram extensivamente com os parceiros externos do Banco. Em 2013, o Centro das Américas continuou a demonstrar liderança de pensamento nas principais questões políticas e regulatórias de importância direta para a missão do Banco. Exemplos desses esforços incluem:

  • Uma conferência em Miami sobre "Os Desafios e as Oportunidades dos Bancos em uma Era de Crise Global: Perspectivas para o Sul da Flórida e América Latina," patrocinado em parceria com a Associaçâo de Banqueiros Internacionais da Flórida.
  • O trabalho da Diretoria de Pagamentos de Varejo (RPO) em apoio à Iniciativa de Pagamentos do Hemisfério Ocidental, para estabelecer um hub para pagamentos regionais que ligaria muitos sistemas de pagamento dos bancos centrais do hemisfério.
  • O Workshop sobre Economia Internacional, patrocinado em parceria com a Stern School of Business da Universidade de Nova York que apresentou novas pesquisas de economistas de destaque.
  • O papel de liderança da Agência de Miami no lançamento bilíngue da nova nota de US$100.

Além dessas e outras conquistas destacadas neste Relatório Anual, os vínculos entre o Sexto Distrito do Federal Reserve e a América Latina prosperaram, e a abrangência das atividades do Centro das Américas aumentou. Nas atividades do dia a dia, os colegas do FED de Atlanta continuaram a colaborar uns com os outros para melhorar seus conhecimentos sobre a região. Em fiscalização bancária, nossos especialistas multilingues prestaram assistência técnica no exterior. A equipe da Unidade de Análise de Risco País e de Instituições Bancárias Estrangeiras (FBO) aprimorou sua análise sobre os princípios de risco do setor bancário nacional e regional e suas ligações com os acontecimentos globais. As Operações de Caixa do FED de Atlanta na Agência de Miami, que atende 38 países na América Latina e no Caribe, superou o desafio de fornecer notas de dólar a instituições estrangeiras.

Em 2013, o Centro das Américas trabalhou junto com o FED de Atlanta, o Sistema do Federal Reserve e partes interessadas dos setores público e privado para proporcionar liderança nas principais questões de fiscalização, financeiras e econômicas. Em 2014, ao ingressarmos no nosso 10° ano, continuaremos a aperfeiçoar esses alicerces.

Conteneúdo :: Página próxima