Mensagem do Vice-Presidente do FED de Atlanta Juan Sanchez

Photo of Juan Sanchez

Na qualidade de vice-presidente do departamento de Fiscalização Internacional e Compliance de Consumidores, acredito na importância de se manter um diálogo e comunicações abertas, especialmente com relação ao entendimento da conexão entre os eventos e as condições do Sexto Distrito, ás Américas e nossa economia global. O Centro das Américas do FED de Atlanta fornece a nossa equipe uma oportunidade única de reunir informações e colaborações entre as diversas funções do FED de Atlanta. O objetivo é desenvolver visões bem equilibradas e mais holísticas sobre a atual situação econômica, política e financeira não só em todo o continente americano, como também em todo o globo.

O Centro das Américas teve, em 2014, um ano digno de nota. Este Relatório Anual contém um resumo das principais atividades e conquistas de longo alcance do centro durante o ano.

Seguem, abaixo, exemplos de atividades do Centro das Américas que tiveram impacto sobre as áreas fundamentais de política emergente e regulatória vitais para a missão de nosso Banco:

  • A Diretoria de Pagamentos de Varejo continuou a trabalhar para expandir o alcance global do FedACH por meio de conversas com os bancos centrais do Hemisfério Ocidental e também da busca de parcerias globais que pudessem fornecer acesso global.
  • A Unidade de Caixa Internacional do Sexto Distrito continuou a perseguir sua meta de liderança em serviços de caixa internacional por meio de contribuições significativas aos esforços de gestão de riscos do Sistema. Isso foi feito por meio de parceria entre o Federal Reserve Bank de Nova York, a Diretoria do FED (Board of Governors) e os dealers globais de cédulas bancárias.
  • Por meio de workshops, o Centro continuou suas pesquisas econômicas e monetárias a respeito dos principais desafios políticos do hemisfério com relação ás recentes pesquisas sobre a economia internacional com universidades parceiras.
  • O departamento de Fiscalização Internacional do Banco aproveitou-se de liderança inovadora para aumentar a eficácia da supervisão das instituições financeiras. Na agência de Miami, o departamento organizou, em parceria com a Associação dos Banqueiros Internacionais da Flórida (FIBA), um fórum de longo alcance sobre a Economia Internacional do Sul da Flórida e as Perspectivas para a América Latina e a Implementação de Regras Aprimoradas de Prudência-Seção 165 da Lei Dodd-Frank.

Em 2014, o Centro das Américas trabalhou com o FED de Atlanta, o Sistema do Federal Reserve, partes interessadas dos setores público e privado e parceiros externos para proporcionar liderança nas principais questões financeiras, econômicas e de fiscalização relacionadas ás Américas e á Espanha. Em 2015, o Centro das Américas continuará a aperfeiçoar esses alicerces.

Conteúdos :: Próxima Página